Vida laboral

Trabalho e bem-estar social

O fato de a grande maioria da população ter trabalho remunerado significa que a arrecadação fiscal para o Estado e os municípios / concelhos é mais alta. Por conseguinte, maiores são os benefícios para toda a sociedade:

  • maiores recursos para escolas, sistema de saúde, vias e rodovias etc.;
  • mais recursos para melhorar os benefícios sociais;
  • gastos públicos menores – menos recursos para casos de desemprego, assistência social, previdência / segurança social etc.

Desde a década de 1960, a Noruega é uma nação petrolífera, ou seja, uma nação em que o petróleo e a indústria petrolífera são importantes atividades econômicas e em que a exportação do petróleo e gás geram grandes receitas para o Estado. Tais receitas contribuem para o sustento da sociedade de bem-estar social do país, sendo responsável pela cobertura de parte dos gastos públicos. O restante dos gastos é coberto com a arrecadação de impostos no país.

Não é somente a sociedade que tira proveito de que um número máximo de pessoas tenham trabalho, uma vez que, para a maioria dos adultos, ter trabalho é parte fundamental de suas vidas.

O trabalho representa:

  • oportunidades financeiras;
  • vida cotidiana independente e com um propósito;
  • status social e relações sociais mais variadas;
  • oportunidade de colocar competências em prática;
  • oportunidade de contribuir para a sociedade e de se sentir útil.

Factos

O primeiro ministro Jens Stoltenberg afirmou durante o discurso de ano novo de 2011: « Nós vivemos do trabalho de um e de outros. Quantas mais pessoas tiverem emprego, maior será o bem-estar social»

Rendimentos

Os rendimentos mais importantes para o Estado e municípios são os provenientes dos impostos e taxas. O Estado e os municípios têm rendimentos de impostos pagos tanto por empresas como pessoas privadas.

A vida laboral norueguesa

Você pode ler mais sobre a vida laboral norueguesa no kompetansenorge.no.