Vida laboral

Desenvolvimento histórico

Até meados do século XIX, a agricultura, a silvicultura e a pesca eram as principais atividades econômicas da Noruega. Contudo, no final do mesmo século, muitas fábricas começaram a ser erguidas, atraindo a população rural que começou a vir para as cidades para suprir a mão de obra necessária. Na primeira metade do século XX, a indústria continuou a crescer e muitos postos de trabalho foram criados. No mesmo período, muitos noruegueses também viajaram para os Estados Unidos, fixaram residência continente americano.

Em 1950, aproximadamente 20% da população na Noruega ainda trabalhava na agricultura. Hoje, esta percentagem é de menos de 3%. Apesar desta queda significativa, a Noruega produz muito mais alimentos hoje do que antes, graças à maquinaria disponível, que torna o trabalho no campo mais fácil e eficiente.

Nos últimos 30 anos, o mercado de trabalho na Noruega passou novamente por grandes transformações, entre elas, houve uma forte queda no número de pessoas que trabalham na indústria, e, após a descoberta de petróleo no Mar do Norte na década de 1960, a produção de petróleo e gás se transformou em parte fundamental da indústria e economia norueguesas.

Hoje, a maior parte dos empregados é encontrada no setor de serviços. Isso significa que as pessoas que procuram emprego na Noruega têm boas chances de encontrar trabalho em lojas, escolas, jardins de infância, serviços de saúde ou transporte. Muitos, ainda, encontram trabalho nas áreas de desenvolvimento de tecnologias de informação.